[ESPANHA] Madrid - Roteiro detalhado de 2 dias com mapas

Primeiras impressões


Talvez influenciado pela nítida preferência da maioria dos visitantes (pelo menos dos Brasileiros) por Barcelona, confesso que não esperava muito da capital espanhola. Tomada como cidade grande demais, austera e com poucas atrações turísticas de peso, muitas vezes fica de fora de roteiros turísticos dos viajantes. Talvez por isso mesmo,  Madrid, "la ciudad que nunca duerme", foi uma das melhores surpresas das minhas viagens pela velho mundo, os motivos tentarei resumir nos tópicos seguintes.

Hospedagem


Madri é uma cidade grande, com muitas opções de bairros para se hospedar. Considero a melhor opção para uma primeira visita o "miolo" do centro,  a região entre a Plazzas Mayor e a Puerta del Sol, região que concentra a maior quantidade de pessoas durante o dia, e de onde se pode chegar a pé a maioria das demais regiões da cidade, entre elas a luxuosa região do Prado, a Chueca (muito bom para quer curtir a noite), a estação Atocha e a Gran Via.

Este último bairro foi onde fiquei hospedado, no Rincon de Gran Via, um apart hotel de bom custo benefício muito próximo a Plaza España. Esta região é a mais "americanizada" da cidade, com vários fast food, lojas de departamento e teatros e cinemas estilo "broadway", euquanto a leste se encontra uma arquitetura mais requintada nas imediações da Puerta de Alcalá,

Roteiro de Dois Dias


Primeiro Dia - A Madrid dos Bourbon


No primeiro dia , em uma caminhada de 3 km conheça a região da cidade mais moderna conhecida como a Madrid dos Bourbon, uma das dinastias mais importantes que governa a Espanha até os dias atuais.






Nosso roteiro inicia pela Plaza España,  percorrendo a Gran Via em direção ao Parque del Retiro. Observe a mudança no estilo dos prédios, aos poucos os letreiros de neon vão dando lugar a prédios de arquitetura mais elaborada que culminam no Ed Metrópolis e no elegante prédio do Ayuntamento (Prefeitura) de Madrid, situado na Plaza de Cibeles, um importante ponto de referência da capital.

Ayuntamento de Madrid

Ed Metropolis 

Siga pela Puerta de Alcala até o Parque do Retiro, os antigos jardins do Palácio do Retiro,  destruído durante as invasões napoleônicas do início do século XIX. Ótimo lugar para um piquenique, aproveite os lagos, monumentos e jardins e siga em direção ao belíssimo Passeio do Prado, uma das avenidas mais bonitas do mundo. Se não tiver tempo nesse dia, no dia seguinte não deixe de passar por lá.

Puerta de Alcala

Voltando ao Paseo do Prado, logo se avista o Museo do Prado, com entrada gratuita após as 17h-18h (dependendo do dia), e que tem obras de arte de valor inestimável, principalmente de artistas espanhóis como Goya e Velasquez. Imperdível até para quem não curte muito museus do estilo.

E agora que tal curtir um pouco da noite madrileña? Em menos de 2km podemos chegar ao Mercado de San Miguel passando por uns alguns dos pontos mais  conhecidos de Madrid.




Uma boa caminhada  levará até a Puerta do Sol, centro nevrálgico da cidade, mas sem muitos atrativos. Apenas observe a estátua del Oso y el Madroño, o símbolo do capital espanhola e o movimento eufórico dos transeuntes.

Seguindo adiante, em pouco tempo chegamos ao Mercado de San miguel, tradicional reduto boêmio da cidade para um delicioso final de noite regado a vinhos de preferência o tradicional Riojo e repleto de muitas tapas escolhidas a gosto do cliente entre as inúmeras "barracas" do local.

Tapas no Mercado San Miguel


Segundo Dia - A cidade antiga


Reserve o dia para conhecer o outro lado de  Madrid. Uma caminhada de 3,5 km entres as Plazza España e Mayor, revelará a cidade antiga, com suas vielas e palácios históricos.




Wikipedia

A partir da Plaza España, observe a monumento de Cervantes com o Ed España ao fundo que já foi um dos mais altos do mundo.

Este é ponto de partida para nosso roteiro que pode ainda incluir o Museo Cerralbo, uma antiga residência aristocrática transformada em museu com entrada gratuita aos Domingos. Apesar de pouco conhecida dos roteiros turísticos mais comuns é uma atração muito bonita, tanto pelo palácio em si quanto pelas obras de arte que se encontram dentro dele, desde pinturas de artistas famosos até coleções de armas e armaduras.

Quase em frente, na Calle Ferraz, está o Parque del Oeste e o templo de Debot, do séc IV a.c, um autêntico santuário egípcio trasladado pedra por pedra do Egito, em agradecimento ao governo espanhol pela ajuda na preservação do templo de Abu Simbel.

Templo de Debot

Siga então em direção ao Palácio Real de Madrid, mas antes dê uma parada nos jardins de Sabatini para uma vista estarrecedora do complexo.

Vista do Palácio Real a partir dos jardins de Sabatini

O palácio é o maior da Europa em área construída e pode ser visitado quando não está sendo utilizado para eventos oficiais. Em alguns horários a visita é gratuita para latino americanos, confira o site do palácio com antecedência.

Plazza de Armas e o Palácio Real

Palácio Real

Ao lado, encontra-se a Catedral de Amuñeda, que apesar de ser uma construção mais moderna, vale uma visita rápida, mesmo para quem não possuem grandes interesses religiosos.

Catedral de Madrid

Caminhando para o leste, entramos, na minha opinião, na área mais bonita da cidade. A calle mayor e suas imediações são uma sucessão de prédios históricos bem preservados , jardins coloridos e vielas que remetem ao passado glorioso do Reino de Espanha. Entre os pontos de interesse estão a antiga Plazza de Villa, onde está o antigo cabildo (ayuntamento) da antiga Madrid.

Plazza de Villa

Na região ainda encontra-se a Colegiata de San Isidoro, antiga catedral da cidade e a Plaza Mayor, local onde ocorriam os eventos públicos da Madrid antiga, desde touradas até execuções da temida Inquisição Espanhola, uma das mais sangrentas do mundo, presidida pessoalmente pelos Reis Católicos na ânsia de banir qualquer outra religião do país.

Colegiata de San Isidoro

Plazza Mayor

Para fechar o dia, uma visita ao Monasterio de las Descalças Reales, um antigo convento repleto de obras de arte de extremo valor, doadas pelas famílias abastardas das noviças. Infelizmente, as visitas só podem ser guiadas em determinados horários bem controlados e quando lá estive não consegui visitá-lo por dentro.

Monasterio de las descacas reales










Resumo Final


Mais uma cidade que o mito não corresponde à realidade. Quem espera que Madrid seja uma cidade um tanto monótona, sem grandes atrativos, encontrará uma metrópole viva, pulsante, com muitas opções de diversões, inclusive culturais, além de prédios de belíssima arquitetura. A gastronomia descomplicada, baseada em tapas (aperitivos) e bebidas de qualidade como o vinho Riojo, assim como o povo amigável e educado contribuem para criar uma atmosfera amigável de uma cidade que sabe receber bem o visitante e proporcionar momentos de pura diversão.