[Chile e Argentina 2012] Dia 14 : Estrada com Neve e Festas da Pátria no Chile

De Bariloche a Puerto Varas - De ônibus

Depois dos cinco dias em Bariloche, voltamos a Puerto Varas de ônibus. Porém desta vez a estrada estava muito mais bonita, toda branquinha de neve. Nos sentimos na terra do Papai Noel. Reconhecemos logo que o motorista era o mesmo da viagem de ida a Bariloche e, como quase todo chileno, era uma simpatia só. Logo nos convidou para ir a cabine do ônibus para poder tirar fotos mais nítidas. Quem tem dúvidas como é a travessia da fronteira pela estrada com neve digo que foi surpreendentemente belíssimo e, ao contrário do que imaginava, não sentimos em nenhum momento algum perigo. As estradas permaneceram abertas em bom estado de tráfego, com equipes para remover a neve frequentes.

Atravessando os Andes




Deixando a Argentina
 A viagem transcorreu rápida, conversamos com o motorista bastante sobre futebol, achei incrível como eles conhecem tudo sobre o futebol brasileiro. No caminho também notamos que quase toda casa da região tinha uma bandeira do Chile hasteada na frente, no começo achamos que era alguma característica daquela região, mas nosso novo colega falou que aquela era a semana da pátria no Chile, correspondendo mais ou menos em festividades ao nosso período do carnaval. Uma semana de feriado, comidas típicas e festas em todo o país. A imigração dessa vez foi bem contundente, os carabineros são bem rigorosos e contavam com cães farejadores que fizeram passageiros abrirem diversas malas. Não é permitido entrar com qualquer alimento de origem vegetal ou animal no Chile e eu me esqueci disso. Não deu outra, acharam minha maçã verde em uma sacola dentro do ônibus e só informaram que estavam descartando, ainda bem que não quiseram nem saber de quem era, rsrsrsrs

Fronteira Chile - Argentina
Fronteira Chile - Argentina
Bus Norte - Otima companhia chilena
Casas enfeitadas para a semana da pátria

Ao chegar na cidade pegamos um táxi para a Casa Kalfu,  hotel pequeno e charmoso em uma região mais tranquila da cidade. Deixamos as malas no hotel e corremos para o centro da cidade para reservar o passeio pelo Lago de Todos os Santos, que ouvira falar se a parte mais bonita da travessia dos lagos. Diferente de quando deixamos a cidade rumo a Bariloche, desta vez fazia um solzinho tímido, o que nos deixou ainda mais animados para fazer o passeio no dia seguinte e quem sabe finalmente conseguir avistar o Vulcão Osorno. 

Decom na Turistur!!!
Turistur - Os males do monopólio

Qual não foi nossa decepção quando nos deparamos com o escritório da Turistur totalmente fechado e sem qualquer aviso do horário de funcionamento no feriado. Bateu até um frio na espinha, depois de tanta expectativa, chegar até aqui e não fazer o passeio pelo Lago até Peulla seria um verdadeiro desastre. Procuramos de todos os modos outras alternativas, inclusive o centro de informações turísticas e outras agências de viagens da cidade, mas ninguém sabia ao certo se ainda havia vagas para o passeio do dia seguinte, ou sequer informar se realmente haveria o passeio. Nesse ponto, senti novamente a falta de preparo dos chilenos para o turismo, como deixar a principal atração da cidade na mão de uma única empresa ? Além disso, tive ainda mais dificuldade para trocar dólares nesse dia do que quando cheguei no Chile, Todas as casas de câmbio estavam fechadas e nem uma loja fazia câmbio, mesmo que informalmente. E olha que estava tentado trocar dolares, imagina se fosse real ? O jeito foi apelar para caixa de banco, que no Chile cobram 3000 pesos de comissão, fora a taxa do seu banco de origem. 

Ficamos passeamos pela cidade, fomos a Igreja, ao cais perto do lago e praças bem cuidadas. Já era quase de noite  quando  voltamos ao escritório da Turistur que, surpreendentemente,  resolveu abrir as portas na surdina, parece até que estavam fazendo algo ilegal, rsrsrsrsrsrsr Para descontar minha raiva, ainda fiz a antipática atendente receber o valor que estava exposto na vitrine pelo passeio de Peulla, pois queriam cobrar 34000 pesos ao inves dos 30000 no cartaz da porta. Não sabia nem se tem DECOM do Chile, mas me recusei veementemente a pagar a mais pelo passeio e funcionou. Agora estavamos quites =) !!!  

Lago LLanquilhue

Gruta Imagem Nossa Senhora
Imagem Nossa Senhora
As festas da pátria chilenas

Ao sair de lá, já aliviados, e com pesos na carteira fomos curtir as festividades do cumpadres do sul. Ao som da cueca chilena, dança típica oficial do Chile, escolhemos uma das  barraquinhas que vendiam churrasquinho e uma bebida chamada Terremoto, algo que parecia ser vinho com um suco de groselha, perfeito para aguentar a noite fria dos Andes. Foi incrível observar o respeito alheio, por vezes vários grupos erravam as letras ou notas, mas o publico pacientemente aplaudia seus compatriotas, um exemplo que gostaria de ver seguido no meu país. Assim é o povo chileno, tão característico na Capital quanto no interior.

Casal dançando a cueca chilena
Festividades da Pátria Chilena
Festividades da Pátria Chilena


  • Dicas :
  • Hotel Casa Kalfu - Um dos poucos hotéis de puerto varas com preço acessível. Diárias apto duplo U$ 80,00. Av Tronador 1134.

Comentários