[Argentina 2012] Economizando em Bariloche : Cerro Campanário e La Angostura por conta própria

Cerro Campanário - Economize no traslado

O dia seguinte amanheceu com um pouquinho de sol, mas sabia que, de acordo com as previsões do tempo, iria vir muita chuva pela tarde. Reservei a manhã para aproveitar algum mirante com vista da região. Os mais procurados são o Cerro Otto e o Cerro Campanário, este último normalmente visitado durante o chamado circuito chico, um city tour por Bariloche e arredores.

O que pouca gente sabe é que dá para ir ao Cerro Campanário com  transporte público. É muito fácil, basta pegar o mesmo ônibus que vai até o porto (linha 20) e pedir para descer no cerro. Dessa forma, pagamos 14 pesos ao invés dos 90 cobrados pelo circuito chico. Não sei se os outros atrativos do circuito  compensam os 76 pesos adicionais, mas não sou fã de nenhum city tour de empresas de turismo, fica algo meio robotizado e não te dão tempo de aproveitar os atrativos locais. Percebi inclusive a pressa das pessoas que tinham ido de excursão para tirar fotos no alto do cerro porque o guia ficava pressionando para voltar.

Cerro Campanário

Voltando ao Cerro Campanário, é um mirante com vista de 360º de toda a região dos lagos de Bariloche  eleito por revistas especializadas como um dos mais belos mirantes no mundo inteiro.  Paga-se 50 pesos para subir pelas cadeirinhas abertas e prepare-se para a tradicional  foto ao descer no alto do Cerro, vendida separadamente. É um passeio para ser feito em dia de sol, se você tiver sorte pode observar toda a magnitude da natureza dessa região, o Lago Nahuel Huapi, Puerto Blest, os Cerros Catedral, Otto e Tronador, tudo muito bem identificado pelas placas. Quem procura um pouco mais de ação, entretanto, pode se decepcionar, pois não há muito o que se fazer a não ser admirar a beleza local. No dia que subimos, apesar do restinho de sol, o vento estava congelante e denunciava a chegada das chuvas e da neve no dia seguinte.

Vista do lago Nauel Huapi do Cerro Camapanario
Ilha no lago Nauel Huapi  vista do Cerro Camapanario
Vista do lago Nauel Huapi do Cerro Camapanario


De Bariloche a Villa La Angostura - De ônibus

Por volta de meio dia, voltamos ao hotel e pegamos o ônibus de linha 10 rumo a rodoviária com dois objetivos : comprar a passagem de volta para Puerto Varas e embarcar para Villa La Angostura, a cerca de 100 km de Bariloche. Aqui fica a outra dica econômica do dia : não precisa pagar 150 pesos para ir a Villa La Angostura pela agência de turismo, basta pegar o transporte na rodoviária. Chegando lá, o ônibus pára bem no centro da cidade e há um posto de informação turística do outro lado da rua.

Porto de Villa La Angostura




Villa La Angostura

A cidade de La Angostura é um show à parte, típica cidadezinha de montanha, me lembrou muito as cidades da região da Baviera na Alemanha. As casinha de telhado caído, estilo enxamel, jardins bem cuidados repletos de gnomos estão por toda a parte, dando um charme todo especial à cidade. Eu que fiquei decepcionado com o tamanho de Bariloche me encantei com essa cidade. No posto de informações turísticas a guia me mostrou o mapa com as opções de pontos turísticos da cidade. Se você esta sem carro, uma única linha de ônibus parte do mesmo terminal rodoviário que você chegou com destino a três bairros que concentram a vida turística de La Angostura .

Devido ao mal tempo, o centro de ski da cidade, o pequeno Cerro Bayo, estava fechado. Decidimos então visitar o porto de onde saem os passeios para os Bosques de Arraynes, chamado Puerto Villa. Como já saímos de Bariloche tarde, obviamente não deu tempo de pegar o passeio, mas só a vista do porto e o restaurante Viejos Tiempos já valeram muito a pena a visita. Imagino essa cidade em um dia de sol como deve ser fantástica.



Porto de Villa La Angostura

Porto de Villa La Angostura

Porto de Villa La Angostura



El Fonda del Tio

De volta a Bariloche, a chuva deu uma trégua e fomos comer no El Fonda Del Tio, restaurante não turístico e de boa qualidade. Fica em cima de uma ladeira, um pouco afastado do centro. Pedimos uma milanesa deliciosa e uma quilmes para acompanhar. A porção foi farta e o preço mais baixo que outros restaurantes da região. Na volta ao hotel, uma boa caminhada de uns 3 kms, aproveitamos para alugar calças impermeáveis. O aluguel saiu por 15 pesos e fomos pro hotel nos preparar para a neve no dia seguinte.



Exibir mapa ampliado

  • Dicas :
  • Cerro Campanário. Não é preciso pagar traslado para circuito chico, basta pegar o ônibus 22 e comprar o ticket para subir o cerro por conta própria. Fique o tempo que desejar.
  • Passeio a Villa La Angostura - Embora um pouco mais demorado, é possível ir a Villa La Angostura de ônibus de linha. Na cidade há ônibus de linha e táxis que podem lhe levar ao Cerro Bayo ou ao Porto da cidade.
  • Viejos Tiempos - Pequeno eestaurante espetacular localizado no puerto villa. As massas e o atendimento são excelentes. Bvd. Nahuel Huapi 2136
  • El fonda del Tio- Restaurante italiano, milanesas deliciosas. Av Bartolome Mitre 1130.

Comentários